Tag

Intercambio Archives - 4U Intercâmbio

Dubai

7 Cenários surpreendentes de Dubai que vão te dar vontade de mudar para lá hoje.

By Destinos, Dubai, Programas, TrabalhoNo Comments

Dubai é um dos destinos em alta, principalmente para Brasileiros. A maior cidade dos Emirados Árabes Unidos apresenta edifícios extremamente grandes e luxuosos, além da oportunidade do programa Estudo + Trabalho para Brasileiros. Dubai surpreende os viajantes com suas grandiosas atrações, com atividades para todos os gostos (e bolsos). Listamos aqui 7 cenários que só esse país incrível pode proporcionar, para te convencer de uma vez por todas, que Dubai é seu próximo destino.

Read More

Consultor 4U realizando um sonho: Renan Guimarães

By Comportamento, Irlanda, Vida de IntercambistaNo Comments

Olá futuro intercambista!

Meu nome é Renan Guimarães, tenho 28 anos, sou natural do Rio Grande do Sul e moro em Dublin desde fevereiro de 2017, um verdadeiro sonho viver aqui.  Sou formando em engenharia elétrica desde 2015 e decidi fazer meu intercâmbio em um país com a língua inglesa como idioma oficial para finalmente adquirir fluência no idioma para voltar ao Brasil (ou não) com confiança suficiente para participar de qualquer tipo de entrevistas de emprego na minha área de formação.

Após muito tempo de programação resolvi finalmente realizar esse antigo SONHO, então depois de ter juntado a primeira parte do dinheiro total do intercâmbio, entrei em contato com algumas agências de intercâmbio para já dar entrada no programa. Resolvi contratar uma agência de intercâmbio pois eu sabia que além de sair mais barato do que fechar diretamente com a escola, eu teria suporte para tudo o que eu precisasse.

Sobre os destinos disponíveis, já que eu gostaria de trabalhar durante meus estudos, fiquei na época em dúvida sobre Austrália e Irlanda. Depois de muito pesquisar, dois pontos foram cruciais para a minha decisão: valor da comprovação financeira e viabilidade de viajar durante o período do intercâmbio.

Escolhi a Irlanda com o intuito de aprender Inglês, trabalhar e viajar bastante gastando pouco.

Com relação às agências, depois de muito atendimento “robotizado”, fui indicado por uma amiga que já morava em Dublin para entrar em contato com a Carolina Cruz, uma das sócias da 4U STUDY que estava sendo fundada aqui. Desde o meu primeiro contato com a Carol, tive o melhor e mais sincero atendimento de todos, tanto é que não levei em conta apenas o lado financeiro, mas sim toda a confiança e conhecimento que ela me transmitiu via ligação/WhatsApp.

Depois de 6 meses que fechei meu intercâmbio, já com os Euros comprados (VTM), com as passagens e toda a documentação necessária em mãos, embarquei nessa que seria a viagem mais importante da minha vida!

Deixei para trás minha família, meus amigos, meu início de carreira na minha área de formação e obviamente minha zona de conforto, porém como eu estava indo atrás do meu antigo SONHO, eu sabia que realmente valeria à pena.

 

E depois de tanto planejamento, finalmente comecei meu intercâmbio

Cheguei em Dublin dia 01/02/2017, com uma vontade imensa de viver intensamente meu programa de intercâmbio sem pensar muito em tudo o que eu tinha deixado no Brasil.  A partir de março de 2017, recebi um convite para trabalhar ao lado da minha consultora e grande amiga Carol, devido a várias indicações que eu havia feito à agência por conta de realmente ter gostado da forma como eles tratam os clientes e funcionários da empresa. Desde então, comecei a seguir os seus passos com intuito de ajudar o maior número de pessoas que também sonham em sair do Brasil para aprender Inglês e que também sonham em viver uma vida completamente diferente aqui na Europa.

Para não ficar muito extenso, a minha vida aqui tem se resumido em: Estudar Inglês durante as aulas na IBAT College (onde sempre estudei); trabalhar na agência (4U STUDY) durante meu expediente; ajudar a galera que pretende vir, administrando alguns grupos de WhatsApp (+353838761644 caso queiram participar 😉) e elaborando alguns vídeos para meu antigo canal do YouTube (@reclamaqui)… e obviamente, viajando muito como podem perceber nos highlights do meu Instagram @renan4ustudy.

Atualmente estou na minha segunda renovação de visto e pretendo ficar por pelo menos mais dois anos, sendo 1 ano curso uma pós-graduação e outro ano com visto para trabalhar full-time.

O que está esperando para fazer teu intercâmbio também? Como posso te ajudar? Entre em contato conosco que estaremos por aqui para aqui para ajuda-lo da melhor maneira possível a também realizar esse grande SONHO de estudar/morar fora do Brasil, para que teu intercâmbio também seja um sucesso!

Aproveite e faça seu cadastro AQUI para que possamos conversar melhor sobre a realização do seu sonho, garanto que você não vai se arrepender.

Grande abraço, nos vemos por aí 😉

Carta Convite para a Irlanda

By Documentação, IrlandaNo Comments

Quando se mora em outro país, é natural que familiares e amigos fiquem ansiosos para nos visitar, mas devemos nos atentar a alguns detalhes durante um intercâmbio, e um dos pontos obrigatórios para receber uma visita na Irlanda é a famosa carta-convite, ou invitation letter.

Mas afinal, o que é a carta convite?

invitation letter ou carta convite nada mais é que um documento que irá comprovar para a imigração que os recém-chegados (suas visitas) tenham um local para ficar enquanto estiverem no país. Mas lembre-se que não recomendamos que estudantes façam essa carta, afinal, por lei estudantes não podem ter dependentes no país e isso pode causar um probleminha na imigração (ou não!).

Caso não se sinta confortável para escrever a carta convite, peça para que seus amigos ou familiares façam uma reserva em um hotel ou AIRBNB, qualquer comprovação que eles possuem um local para ficar é válida para entrar no país.

Mas vamos a parte prática!

A carta deve ser escrita em inglês e deve ser apresentada no momento que a pessoa chegar ao aeroporto na Irlanda. Ela pode ser escrita no computador ou de próprio punho, no entanto, é necessário imprimir (quando for digital), assinar e colocar a data corretamente. O documento deve conter informações como:

  • nome completo da pessoa que te visitará;
  • data de nascimento;
  • documentos de identificação;
  • período de estadia;
  • telefone de contato;
  • situação no país (turista, por exemplo);
  • descrição de quem pagará as despesas da viagem e como vocês se conheceram (no caso de amigos);

Você também precisará inserir seus dados, caso a imigração queira confirmar algum ítem. Quanto mais informação, melhor. Você pode colocar a data que você chegou na Irlanda, seu endereço e documentação pessoal.

Anexar à carta as cópias de seus documentos mencionados acima também é uma ótima idéia. Depois de colocar tudo, é só assinar, escanear e enviar para a pessoa que te visitará. Ela deve imprimir e estar com este registro em mãos quando passar pela imigração.

Modelo de carta convite

Letter of Invitation

Dublin – March 23th, 2018

For “João da Silva” – nome completo da pessoa que irá te visitar (igual ao do passaporte)

Dear Sir/Ma’am,

João da Silva, holder of the Brazilian passport number XXXXXXXX‏, who I worked in São Paulo – Brazil for 10 years, has been invited by myself, (name), to visit my home in Dublin – Ireland (endereço), where I have been living since October of 2015. He is coming to Ireland from (data de chegada) until (data de saída) to visit me as a tourist and we are going to visit some countries in Europe during this time as France (Paris) and England (London).

I would like to highlight that Mr. João can fully support himself financially while he will be here. Besides this letter of invitation, I am attaching copies of my documents which state my regular visa status in Ireland. Also, you can find my personal contacts below:

Name:

Nationality:

Passport number:

GNIB Card number:

GNIB Expiration date:

PPS number:

Mobile:

Thank you in advance,

Sincerely,

Seu nome completo
Sua assinatura

E  é isso, se você vai receber alguém na Irlanda ou irá fazer uma visita, lembre-se que a carta convite ou reserva em hotel, é indispensável.

Se a carta convite não era bem o que você procurava e de repente você quer saber sobre outros documentos para o intercâmbio, leia um pouco mais AQUI

5 motivos para fazer intercâmbio em 2019

By Comportamento, Vida de Intercambista

Sabemos que no fundo ninguém precisa de motivos para viajar, principalmente se estivermos falando daquelas férias tão desejadas, mas quando falamos de intercâmbio a historia muda, afinal estamos falando de quase 1 ano fora, ou mais, sem contar tudo o que deixamos para trás, por isso intitulamos aqui os 5 motivos para você fazer intercâmbio em 2019 e não se arrepender.

 

Estou cansado da minha rotina / emprego

Passaram-se anos e de repente você se olha no espelho e percebe que esta no mesmo lugar, uma empresa que não te motiva ou uma rotina cansativa, casa – trabalho – academia – casa – trabalho… pode ser que essa rotina seja ótima para muita gente, mas para você não. Sair da sua zona de conforto pode ser libertador.

 

Sempre quis conhecer o Mundo / uma nova cultura

Sonhos são sonhos, não devemos simplesmente deixa-los de lado pois achamos muito difícil, muito caro, sou muito velho, muito novo. Pare de perder oportunidades e comece a conhecer as paisagens dos filmes e livros favoritos. Além de enriquecer sua alma com ótimas histórias você pode se transformar em uma pessoa totalmente nova.

 

Quero um ano sabático

E porque não? Anos trabalhando, estudando, nos dedicando a tudo e todos, menos a nós mesmos, permita-se viver a vida que sempre quis, descanse, não pense em nada e prepara-se (financeiramente e mentalmente) para um novo “você”. Aproveite esse período para descobrir novas paixões, hobbies, aprender uma nova língua e dar aquele UP na sua carreira também.

 

Estou em dúvida se caso ou compro uma bicicleta

Se você ainda tem dúvidas sobre qual caminho seguir, seja no amor ou na área profissional considere viver uma experiência nova longe de tudo isso. Uma viagem pode fazer com que você pense com mais clareza nas suas próximas decisões e ainda te proporcionar uma mudança radical (que muitas vezes precisamos). Já pensou em antes mesmo de casar fazer um intercâmbio a dois? Seria um teste e tanto para vocês dois. Repense 😉

 

Sofri uma grande perda, preciso de mudanças

Toda perda trás uma dor, um sentimento de solidão e muitas vezes nos vemos perdidos, sem muitas opções. Você pode ter pedido alguém da família, um emprego que era importante, ou terminou um namoro, não importa o que foi, o que importa é que as vezes precisamos de “novos ares” e, mais uma vez, fazer uma viagem, um intercâmbio, pode ser a resposta para curar tua ferida. Lembre-se que não estamos pedindo para fugir dos seus problemas, mas sim se afastar para conseguir enxergar tudo por outro ângulo.

 

Existem diversos outros motivos (ou desculpas) para percorrer o mundo, encontre o seu, afinal muitas vezes nem de motivos precisamos, não é mesmo? Você pode conversar com um dos nossos consultores agora mesmo e entender o porque eles também tomaram essa decisão, CLIQUE AQUI e have a nice trip.

Como procurar emprego na Irlanda?

By Irlanda, Trabalho

Se tem uma coisa que preocupa o intercambista de cursos longos é a hora de procurar emprego. Não importa qual o seu principal objetivo, aprender inglês, juntar dinheiro, vivenciar uma nova cultura ou descobrir uma nova profissão, emprego sempre se tornar prioridade, por isso descobrir como procurar emprego na Irlanda é essencial para obter sucesso (mais rápido). Algumas formas são melhores do que as outras, encontre a que mais se encaixa ao seu perfil e boa sorte.

 

Use o LinkedIn ao seu favor

Se no Brasil o LinkedIn é uma ferramenta pouco usada por recrutadores, já na maior parte da Europa e dos EUA ele é essencial. Use-o caso você tenha o objetivo de procurar emprego na sua área de formação, como na saúde, tecnologia, administração, marketing, etc. Lembre-se de deixar seu perfil inglês e fazer uma boa revisão, além disso convide seus colegas para fazer indicações sobre seu trabalho, faça boas conexões e coloque uma foto no perfil bem profissional.

 

Indicações

Ter aquele famoso Q.I (quem indica) facilita e muito na hora de conseguir um trabalho em qualquer lugar do Mundo, para aumentar suas chances aumente o seu networking, conte para todos que esta procurando emprego, faça amizades e não tenha medo de dizer o que procura e precisa. Na maioria dos lugares as comunidades brasileiras são bem fortes e isso, com certeza, é um ponto positivo.

 

Porta-a-porta

Sim, entregar currículos pessoalmente é muito efetivo, mas para otimizar essa tarefa e ter chances de receber mais retornos, reforçamos:

  • Vá até o estabelecimento com a roupa que condiz ao local, ou seja, se a é uma loja de moda, vista-se adequadamente (sem exageros), se estamos falando de um pub, restaurante ou mercado, use roupa preta, unhas curtas e limpas.
  • Peça para falar diretamente com o gerente, normalmente atendentes vão jogar seu CV no lixo na primeira oportunidade.
  • Faça um currículo de acordo com a vaga. Não adianta colocar que você era gerente de vendas, se está procurando algo como assistente de cozinha, eles podem simplesmente dizer não por achar que você é muito qualificado para o emprego.
  • Mesmo que não existam vagas abertas, volte ao local pelo menos 3x, acredite eles vão lembrar de você.
  • Faça cursos no país para áreas gerais como barista, cozinha, segurança, primeiros-socorros, isso vai dar o UP que você precisa no seu currículo na hora de procurar emprego.

 

Faça voluntariado e estágios não-remunerados

Use suas horas vagas, mesmo que uma vez por semana, para se envolver em alguma ação de caridade. Você pode procurar esse tipo de trabalho nos centros de voluntariado, brechós, casas de repouso, centro de assistência para moradores de rua, etc. Além de aumentar sua rede de contatos, voluntariados agregam muito no seu currículo, seja no exterior ou no Brasil.

 

Sites de empregos

E por último, mas não menos importante temos os famosinhos sites de emprego. Para que você obtenha um retorno positivo é preciso pesquisar muito, muito mesmo e enviar pelo menos 50 currículos por dia. Os principais da Irlanda são Jobs.ie e indeed.ie. Você também pode procurar diretamente nos sites ou redes sociais da empresa / local de sua preferencia, normalmente existe a divulgação de vagas por lá.

 

Se quer estudar e trabalhar na Irlanda também ou descobrir onde você pode fazer isso, venha falar com a gente AQUI.

Sentir

By Comportamento, Vida de IntercambistaNo Comments

Eu posso definir esse passo que estou dando com a palavra “sentir”.
Mas Mari? Sentir?

Eu decidi ir embora, porque já não sentia o meu coração acelerar, não sentia frio na barriga.

O que me move são os sonhos. Sonhei e lutei para ser uma publicitária. Realizei!
Sonhei que iria trabalhar em uma grande agência de publicidade, eu trabalhei muito, e realizei.
No final do ano passado, no mês de outubro, eu comecei a pensar sobre qual seria meu próximo sonho. Meus sonhos, são metas. O meu emprego já não era tão bom. Meu diploma de publicitária, não me bastava também, eu literalmente não queria mais. Eu queria muito MAIS.
Em novembro eu fechei meu intercâmbio e desde então, não tenho dúvidas que essa foi a melhor decisão da minha vida. Muitas coisas não saíram como eu planejei, saíram melhores, Deus cuida dos meus sonhos direitinho. E cá estou eu, na véspera do embarque, emotiva, sentindo, feliz. Mas, chorando.

Chorando? Sim minha gente!

Eu sinto, é bom SENTIR MUITO! Já to sentindo frio na barriga, saudade , um medinho que dói o estômago. O sentir mostra que estamos saindo da zona de conforto, que estamos criando asas e dando vida aos nossos sonhos.

E se posso dar uma dica,

Sinta,
Sonhe,
Trace metas,
Realize e
Desencana que a vida engana!
E como digo e repito p/ mim.
Desencana Mariana!

Beijos,
Mariana,

A mais nova intercambista 4U Study e moradora de Cork, na Irlanda

Uma nova jornada by Thassia

By Comportamento, Irlanda, Vida de Intercambista

Hoje é o inicio de uma nova jornada para mim, Thassia Silva, mineira de alma e carioca de coração. Mas do que se trata essa jornada? Nada menos do que mudar de país. Seja por um determinado tempo, ou para sempre. E mudar de país não é fácil, nem para mim e aposto que nem para você, na verdade é bem mais difícil do que parece ser. Uma mistura de sentimento, um mix do incerto e do certo, da realização de um sonho e do INESPERADO.

Para começar, eu recebi o convite da agência 4U Study para compartilhar com vocês um pouco da minha trajetória que começa hoje rumo a Irlanda, então preparem-se para ver o intercâmbio sob o meu olhar, uma intercambista, mulher, que viaja sozinha, mas cheia de vontades. Você vai me encontrar também nas redes sociais da agência, como o Instagram e o Facebook!

A jornada começou, mas como me sinto?

Não é fácil criar coragem e desfazer as amarras. É fácil fazer as malas, comprar uma passagem e seguir o seu destino rumo a um outro país. Difícil é aceitar a nova realidade durante esse tempo, aceitar o fato de que você não pertence ao local em que viveu a maior parte da sua vida.

Porque ao partir é preciso estar preparado para se reconstruir, para aceitar que é chegado o “agora ou nunca”, a hora de se encontrar, se conhecer e definir quem você quer ser, mesmo já sendo bem crescido e evoluído. É preciso ter coragem para se desfazer das frescuras, de alguns hábitos, criar asas fortes que te ajudem a dar um dos voos mais importantes da sua vida. É preciso se desfazer de preconceitos e aprender de uma vez por todas o significado do respeito.

Mudar de país é, quase sempre, fugir de alguns problemas, e então, se ver cercado por mil outros.

É viver numa montanha-russa quando se tem medo de altura. Os primeiros meses, acredito eu, trazem a mesma sensação da subida do avião, olhando na janelinha e pensando alto, bem alto: empolgação, felicidade, orgulho de estar indo realizar o tal esperado sonho. E então, a gente acorda certo dia e percebe que reconstruir a vida não é tão lindo quanto parecia, é difícil, desgastante, cansativo. Mas a gente está lá no topo; o investimento foi caro, os seus amigos, a sua família, todo mundo que não veio está te observando de longe. Não dá para desligar a máquina, você não tem coragem de pedir para descer. Você sorri e esconde o desespero. Fecha os olhos e vai.

Com medo e sem saber se vai dar certo

Alguns desistem após a primeira descida. Outros se acostumam com a adrenalina e resolvem continuar. Porque nada melhor do que descobrir que você é capaz. Morar fora não é reconhecer os seus limites, é esticá-los um pouquinho mais, dia após dia. É descobrir que você pode ir muito além. É ralar para ser reconhecido onde você é apenas mais um e reconhecer que ser apenas mais um pode ser muito para quem chegou a ser ninguém.

Morar fora é dar luz a um novo “eu” , é ser mãe e pai de sí próprio. É sofrer para se criar sozinho e ter orgulho do adulto que você recriou. É aceitar que você jamais será o mesmo se um dia decidir voltar pra sua terra.

Dia 08/06/2018, finalmente estou iniciando essa montanha russa, minha jornada, com apenas uma certeza: que estou realizando o meu sonho, e que venham inúmeras montanhas russas e agora, você embarca comigo.

Finalmente uma intercambista

By Featured, Vida de Intercambista

Começou o intercâmbio, minha rotina mudou bastante e se resumia em: ir para a escola com a Aline, procurar a acomodação definitiva de preferência com a Aline também, ir no mercado comprar comida, continuar procurando a acomodação definitiva, procurar uma casa, procurar um teto, procurar uma cama. É gente, o primeiro desafio do intercâmbio é achar o lugar que você viverá, por enquanto nada de cerveja, nem baladinha, nem umas paqueras para praticar a língua e começar a imersão cultural (atendendo a pedidos vou escrever sobre isso. Alerta! Não esperem encontrar aqui na Irlanda um Christian Grey, quem assim como eu pensou que iria encontrar um como ele não tem, já rodei tudo isso aqui haha) o foco era encontrar o meu novo lar, assim como todas as pessoas que chegam aqui.

Achamos acomodação, hora de beber!!!

A espera foi de apenas 3 dias para encontrar a acomodação definitiva, um apartamento com um quarto para dividir entre 4 pessoas com duas 2 beliches, sala ampla, cozinha pequena e um banheiro. Consegui encontrar uma vaga com a Aline e esse dia foi uma grande alegria, já dava para começar a pensar na cerveja Guinness que eu ainda não tinha tomado.

O que foi determinante para encontrarmos rápido a acomodação, foi que estávamos em vários grupos no Facebook recebendo alertas no celular, nos sites de acomodação, fazendo contatos e novas amizades aqui em Dublin, com a mente aberta de que não teríamos o mesmo conforto que tínhamos em nossas casas e claro, simpatia e sorriso no rosto sempre. A época do ano que viemos também foi ótima, pois não era alta temporada. Enquanto não achávamos acomodação continuamos procurando, a nossa determinação foi fundamental para conseguirmos encontrar o nosso lugarzinho. Por isso, a dica aqui é, venha com o mesmo pensamento e foco. Costumo sempre dizer que não conheço ninguém que não tenha encontrado casa e trabalho no intercâmbio que realmente procurou e se empenhou em encontrar. E nesse mesmo apartamento na conhecida Dublin 8 conhecemos a Andressa, uma querida que o destino nos trouxe para dividir o apartamento e intercâmbio com a gente. Eu a Andressa também temos boas histórias, aguardem.

Sobre a escola e as aulas

Quero dividir com vocês essa foto dos meus primeiros colegas de sala, chamamos aqui de “classmates” e, o meu primeiro professor. Como estudei em muitas turmas em diferentes níveis de inglês, em 3 escolas diferentes, tive vários colegas de salas e alguns deles ainda mantemos contato, mas essa turma foi muito especial para mim e tenho certeza que para eles também. (Éramos 13 brasileiros e 1 mexicano e esse mexicano era uma das nossas alegrias, infelizmente não esta mais entre nós, onde você estiver Edisinho esse lugar terá muita alegria e risadas). Mesmo sendo 13 brasileiros na mesma sala de aula, o pessoal era muito focado, todos ali queriam mesmo aprender a língua, se esforçavam, se empenhavam e todos de sua maneira conseguiram. Gostaria de dizer o quanto sou grata pela ajuda de cada um de vocês, espero que todos estejam bem e felizes. Essa foi a turma mais especial que estudei, a cada dia, cada nova frase, palavras em inglês era uma vitória para nós. Vocês foram uma das melhores partes do meu intercâmbio e sinto saudades.

E o que a oficialmente intercambista estava sentindo?

Eu estava me sentindo aliviada por ter encontrado uma casa, por ter iniciado uma rotina mais calma, por ter feito novas amizades. Todas as partes mais burocráticas que envolviam abrir conta bancária, documentação com a imigração também estavam sendo encaminhadas e claro, eu estava me sentindo muito feliz pelas escolhas que eu tinha feito, como por exemplo a escola que era muito boa, ter vindo para Dublin que é uma cidade muito legal com um céu azul maravilhoso na primavera que até hoje me inspira. Eu só tinha boas notícias para compartilhar com meu amigos e familiares, todos estavam preocupados principalmente nos primeiros dias com a minha adaptação. O que me ajudou muito foi sempre manter a tranquilidade e principalmente permanecer confiante de que tudo daria certo. Trouxe na bagagem comigo o que eu sabia que mais me ajudaria nesses momentos e usei toda a positividade e fé que eu tinha naquele momento.
O intercâmbio tem vários objetivos, a razão principal com certeza é o aprendizado de uma nova língua, mas por traz disso, você viverá importantes momentos de aprendizado, amadurecimento e autoconhecimento. Reflita se já não está na hora de pensar em fazer um intercâmbio e começar a escrever uma nova história para você. Pode ter certeza que até mesmo o intercâmbio de um mês você já verá diferença no aprendizado de uma nova língua e mudanças em você. Boas mudanças!

Assinado: Se abra às oportunidades.

5 desculpas comuns que falamos para não fechar o intercâmbio

By Comportamento, Destinos, Estudar no Exterior, Featured, Vida de Intercambista

Muitas vezes esperamos anos para realizar um sonho, e um deles pode ser o tal do intercâmbio, que ficamos procurando razões para não fechar e é por isso que a gente quer te ajudar a desmistificar as 5 desculpas mais comuns que damos para não fechar nosso intercâmbio (ou realizar um sonho).

Não tenho dinheiro

Definitivamente essa é a desculpa mais comum, muitas vezes porque não temos ideia de quanto custa para fazer um intercâmbio e na verdade não estamos falando de custo, mas sim de investimento. Já parou pra pensar que se estivesse pagando seu intercâmbio desde a primeira vez que pensou nele, você já poderia estar embarcando com tudo pago agora? Fazer uma viagem como essa, seja de 2 semanas ou 6 meses exige PLANEJAMENTO e quando você encontra promoções que valem a pena, nossa dica é: agarre a oportunidade e viva esse momento.

Não consigo ficar longe da família

Saudade é algo que dói, mas chega uma hora que devemos ser fortes, por nós e por eles. Afinal, sair da zona de conforto nos permite crescer e viver experiências completamente novas. E confie em mim, no meio de tanta novidade vai sobrar pouco tempo para sentir aquela saudade que aperta o peito e quando isso acontecer, use a tecnologia ao seu favor e converse com todos eles.

Sou muito velho pra isso (ou novo demais)

Aqui resumimos em poucas palavras: não existe idade para viver um sonho! Tire isso da sua cabeça imediatamente, escolha o destino que você acredita que mais vai lhe fazer feliz e permita-se.

E se não agora, quando? Se não você, quem?

Não falo inglês

Um erro muito comum é achar que é necessário saber inglês ou outra língua para se fazer um intercâmbio estudantil, mas pense comigo, qual o principal objetivo de um intercâmbio? Aprender ou aprimorar uma língua, certo?

Então não tenha medo de se arriscar, de conhecer o Mundo, novas culturas e pessoas incríveis. Se quiser se sentir mais confortável, aproveite para ir estudando até o dia do embarque, use videos do Youtube, assista filmes com audio e legenda inglês, cante músicas e divirta-se 🙂

Não senti confiança em nenhuma agência

Isso é natural! Afinal sabemos que o mercado, em qualquer setor, exige atenção e estamos falando de uma viagem internacional, você precisa ter em mente que a empresa que você escolher deve ser honesta, mas acima de tudo ter o seu perfil, você precisa falar com o seu consultor e se sentir em casa, tirar suas dúvidas e saber exatamente aonde esta investindo.

Nós da 4U Study Intercâmbio estamos aqui para isso, identificar suas necessidades e ajudar você a alcançar seus sonhos, com base na Irlanda e no Brasil, com uma equipe 100% feita de intercambistas ou ex-intercambistas e o tempo todo focados em fazer o melhor para você.

E aproveitando tudo isso, esse mês de Abril tem promoção especial 🙂 Deixem de lado todos essas desculpas e embarque nessa com a gente, sem medo de ser feliz.

Para entrar em contato agora com a 4U STUDY e receber um contato dos nossos especialista, CLIQUE AQUI.

Aproveite para nos seguir no Facebook e no Instagram <3