fbpx

Carrinho

Quando se realiza um intercâmbio na Irlanda é necessário atentar para algumas exigências feitas pelas autoridades locais. Tais exigências devem ser cumpridas para evitar transtornos ao entrar no país. Neste artigo, vamos abordar sobre o seguro governamental irlandês: o que é, como funciona e o que cobre. Assim você não vai ter dúvidas sobre as exigências das autoridades locais.

Como funciona o sistema de saúde na Irlanda

Várias são as preocupações para quem quer realizar um intercâmbio na Irlanda, entre elas podem ser relacionados:

Porém, para fazer um intercâmbio na Irlanda com tranquilidade, é necessário se atentar às exigências e regras do sistema de saúde do país. Isso é necessário para evitar até problemas em casos de imprevisto e também para atender às exigências de imigração.

Existem quatro formas de atendimento possíveis:

  • Casos de indisposições: a pessoa pode se dirigir a um farmacêutico, que poderá indicar um determinado medicamento;
  • Consultas de urgência sem uso de plano de saúde: realizadas em hospitais, pagando o valor da consulta; nesse valor podem estar incluídos alguns exames, dependendo da instituição;
  • Plano de saúde contratado no Brasil: deve ser avaliado se é aceito na Irlanda, conforme estabelecido pelo Irish Naturalisation and Immigration Service;
  • Medical Card: fornecido a cidadãos europeus desempregados e que não tenham como pagar pelas despesas médicas.

Exigência de seguro governamental para realizar o intercâmbio na Irlanda

Primeiramente, para fazer intercâmbio na Irlanda é necessário tirar o visto estudantil. Para quem deseja permanecer mais de 90 dias no país, devido à duração do curso, é necessária a contratação de um seguro-saúde do país.

Essa exigência passou a vigorar após alterações em regras de imigração no ano de 2011. Desse modo, instituindo o seguro governamental, com um custo menor e que atende aos estudantes em processo de intercâmbio.

Por ser mais restrito quanto à sua cobertura é necessário ficar atento, por cobrir basicamente atendimentos de emergências. Porém não contempla tratamentos eventuais a ser realizados.

Esse seguro cobre somente atendimentos na Irlanda. Dessa maneira, caso o estudante visite outros países, deve contratar um seguro específico adicional, permitindo maior abrangência.

Para casos de intercâmbio na Irlanda com duração menor que três meses, não é obrigatório contratar o seguro governamental. No entanto, é exigida apresentação de um outro seguro-saúde.

Diferenças entre seguro governamental, privado e seguro viagem

Para realizar um intercâmbio na Irlanda, ou até mesmo uma viagem de lazer no exterior, é exigido que se contrate um seguro-saúde que tenha vigência no País ou países de destino.

  • Seguro Governamental: vigora somente dentro da Irlanda, para atendimento em hospitais públicos do País. Em casos graves como acidentes, infartos, AVC etc., pode ser adquirido diretamente junto à escola em que realizará o curso, com validade de oito meses, com custo aproximado de 150 – ou R$ 600;
  • Seguro Privado: funciona como um convênio médico, tendo maior cobertura que o seguro governamental, sendo indicado para quem residirá na Irlanda. Deve ser contratado junto à seguradora que funcione no país. Tem validade anual e custo aproximado de 750 – ou R$ 3.000;
  • Seguro Viagem: é bastante comum e pode ser adquirido quando o estudante quiser viajar por um curto período de tempo.

Seja qual for o objetivo da viagem, a necessidade de se contratar um seguro é legal e providencial para evitar contratempos.

O que aprendemos sobre seguro-saúde na Irlanda

Como vimos o intercâmbio na Irlanda, assim como qualquer tipo de viagem internacional, deve ter a cobertura de um seguro para auxiliar e dar conforto e segurança ao viajante. O diferencial é que passa a ser uma exigência para quem é intercambista.

Para saber mais sobre intercâmbio na Irlanda, fale com a 4U Study!