fbpx

Carrinho

Se você vive nesse planeta, com certeza já ouviu pelo menos falar nas festas do St. Patrick’s Day, mas quem está por de trás de tudo isso você fica sabendo agora!

Os primeiros anos de vida de Saint Patrick, o patrono da Irlanda, são cheio de incertezas. O que se sabe é que ele nasceu em meados do Século IV, mas é impossível precisar o ano e local de nascimento, assim como o vilarejo onde ele cresceu, apesar de se saber o nome, não se sabe a localidade, pode ser tanto na Escócia como no País de Gales, ambos dominados pelo império romano na época.

O seu nome não é Patrick, como poderíamos imaginar, mas Maewyn Succat e apesar de sua família ser religiosa, Succat, não era crente até os seus 16 anos.

Foi nessa idade que o Santo foi sequestrado por piratas irlandeses e vendido como escravo na Irlanda. Patrick foi parar no condado de Antrim e era forçado a trabalhar como pastor de porcos e ovelhas.

Durante o período de escravidão a sua fé cresceu e ele passava muito tempo rezando. Ele acreditava que tudo o que estava acontecendo com ele era um castigo de Deus por conta da sua falta de fé.

Patrick então, após uma visão de um anjo, escapou e em um barco voltou para a Grã Bretanha onde pôde encontrar a sua família, então o santo teve um outro sonho com um anjo que dizia que ele deveria voltar para a Irlanda para catequizar o povo da Ilha Esmeralda, porém ele ainda não se sentia preparado para trabalhar como um missionário.

Saint Patrick começou a estudar mais e mais a palavra. Os seus estudos o levou até a França, onde ele foi treinado pelo bispo de Auxerre. Doze anos mais tarde ele finalmente foi para a Irlanda, como um bispo da Igreja Católica, e com as bênçãos do Papa.

Ensinar uma nova religião para um povo pagão não foi tarefa fácil, por 20 anos Patrick andou por toda a ilha, construindo igrejas, monastérios e escolas. Usou da criatividade para convencer os celtas de sua doutrina e algumas de suas formas de ensinar os habitantes da ilha foi com o trevo de 3 folhas, muito comum na Irlanda e com a cruz celta.

Por já ter vivido na ilha anteriormente Saint Patrick sabia que o trevo, ou shamrock como é conhecido na Irlanda, é abundante por toda a ilha. Ele usou esse pequeno trevo para ensinar a santíssima trindade O Pai, Filho e o Espírito Santo. E é por isso que o shamrock é um símbolo irlandês até hoje.

Foi com Saint Patrick que a Cruz Celta ficou conhecida, essa foi uma tentativa do santo de criar mais afinidade com o povo celta, e assim ele juntou a cruz do cristianismo com o sol celta, nascendo um símbolo só.

Dessa forma Saint Patrick levou o cristianismo por toda Ilha Esmeralda, batizando boa parte da população. Esse foi um dos maiores motivos que Saint Patrick foi perseguido pelos Celtas, mas como já podíamos imaginar, ele sempre fugia.

Um dos maiores feitos atribuídos a Saint Patrick foi também a expulsão de todos os demônios e cobras da ilha.

A sua jornada acabou em 17 de Março de 461, com a sua morte e, desde então, esse dia passou a ser celebrado como o dia de Saint Patrick por toda a Irlanda e por várias partes do Mundo.

Quer saber sobre a famosa Festa de Saint Patrick’s? Fique atento aos próximos posts 😉

Leave a Reply