Category

Imigração

Tudo o que você precisa saber sobre seguro-saúde para Intercâmbio na Irlanda

By Irlanda, Imigração, Custo de Vida

Quando se realiza um intercâmbio na Irlanda é necessário atentar para algumas exigências feitas pelas autoridades locais. Tais exigências devem ser cumpridas para evitar transtornos ao entrar no país. Neste artigo, vamos abordar sobre o seguro governamental irlandês: o que é, como funciona e o que cobre. Assim você não vai ter dúvidas sobre as exigências das autoridades locais.

Como funciona o sistema de saúde na Irlanda

Várias são as preocupações para quem quer realizar um intercâmbio na Irlanda, entre elas podem ser relacionados:

Porém, para fazer um intercâmbio na Irlanda com tranquilidade, é necessário se atentar às exigências e regras do sistema de saúde do país. Isso é necessário para evitar até problemas em casos de imprevisto e também para atender às exigências de imigração.

Existem quatro formas de atendimento possíveis:

  • Casos de indisposições: a pessoa pode se dirigir a um farmacêutico, que poderá indicar um determinado medicamento;
  • Consultas de urgência sem uso de plano de saúde: realizadas em hospitais, pagando o valor da consulta; nesse valor podem estar incluídos alguns exames, dependendo da instituição;
  • Plano de saúde contratado no Brasil: deve ser avaliado se é aceito na Irlanda, conforme estabelecido pelo Irish Naturalisation and Immigration Service;
  • Medical Card: fornecido a cidadãos europeus desempregados e que não tenham como pagar pelas despesas médicas.

Exigência de seguro governamental para realizar o intercâmbio na Irlanda

Primeiramente, para fazer intercâmbio na Irlanda é necessário tirar o visto estudantil. Para quem deseja permanecer mais de 90 dias no país, devido à duração do curso, é necessária a contratação de um seguro-saúde do país.

Essa exigência passou a vigorar após alterações em regras de imigração no ano de 2011. Desse modo, instituindo o seguro governamental, com um custo menor e que atende aos estudantes em processo de intercâmbio.

Por ser mais restrito quanto à sua cobertura é necessário ficar atento, por cobrir basicamente atendimentos de emergências. Porém não contempla tratamentos eventuais a ser realizados.

Esse seguro cobre somente atendimentos na Irlanda. Dessa maneira, caso o estudante visite outros países, deve contratar um seguro específico adicional, permitindo maior abrangência.

Para casos de intercâmbio na Irlanda com duração menor que três meses, não é obrigatório contratar o seguro governamental. No entanto, é exigida apresentação de um outro seguro-saúde.

Diferenças entre seguro governamental, privado e seguro viagem

Para realizar um intercâmbio na Irlanda, ou até mesmo uma viagem de lazer no exterior, é exigido que se contrate um seguro-saúde que tenha vigência no País ou países de destino.

  • Seguro Governamental: vigora somente dentro da Irlanda, para atendimento em hospitais públicos do País. Em casos graves como acidentes, infartos, AVC etc., pode ser adquirido diretamente junto à escola em que realizará o curso, com validade de oito meses, com custo aproximado de 150 – ou R$ 600;
  • Seguro Privado: funciona como um convênio médico, tendo maior cobertura que o seguro governamental, sendo indicado para quem residirá na Irlanda. Deve ser contratado junto à seguradora que funcione no país. Tem validade anual e custo aproximado de 750 – ou R$ 3.000;
  • Seguro Viagem: é bastante comum e pode ser adquirido quando o estudante quiser viajar por um curto período de tempo.

Seja qual for o objetivo da viagem, a necessidade de se contratar um seguro é legal e providencial para evitar contratempos.

O que aprendemos sobre seguro-saúde na Irlanda

Como vimos o intercâmbio na Irlanda, assim como qualquer tipo de viagem internacional, deve ter a cobertura de um seguro para auxiliar e dar conforto e segurança ao viajante. O diferencial é que passa a ser uma exigência para quem é intercambista.

Para saber mais sobre intercâmbio na Irlanda, fale com a 4U Study!

O que levar na minha bagagem para intercâmbio na Irlanda?

By Irlanda, Destinos, Comportamento, Imigração

O que podemos levar como bagagem para intercâmbio na Irlanda sem corrermos o risco de passar por apuros ao chegarmos no Brasil? Neste artigo, vamos falar sobre o que podemos levar nas malas e o que podemos comprar para trazer ao Brasil. Claro, sem cometer irregularidades! Acompanhe.

Limites de peso e volumes

O caso de bagagem para intercâmbio, como qualquer outro, deve atender a definições estabelecidas pela companhia de aviação e determinações de órgãos de fiscalização.

Sua bagagem faz parte de todo o processo de realização do intercâmbio e, dessa forma, não há como se descuidar em transitar com alguma coisa que não seja permitida.

Assim, algumas precauções devem ser adotadas para não correr riscos, tais como:

  • Limite de malas e pesos – regulados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) que define a quantidade máxima de despacho e bagagens de mão, assim como estabelece suas dimensões máximas.
    Atualmente são permitidos despachar duas malas de 32 Kg, cada uma, essas regras valem tanto para voos de partidas e chegadas ao Brasil e as condições sempre devem ser definidas pelo país de onde os voos se originam.As bagagens de mão devem ter tamanho que permita ser acomodadas nos compartimentos específicos dentro da cabine. As dimensões são definidas por cada companhia aérea, considerando os limites definidos pela ANAC.Bom lembrar que é proibido embarque nas bagagens de mão com materiais cortantes, ferramentas e líquidos em embalagens acima de um litro.
  • Relacione os itens que vai levar – essa é uma dica importante para não esquecer de coisas importantes e que usará no local de destino.
    Defina com precisão a quantidade de roupas mais propícias a ser usadas durante sua estada; caso contrário, pode acabar levando roupas inapropriadas e só ocupar espaço na bagagem;
  • Avalie a possibilidade de comprar itens locais – assim, você conseguirá reduzir a quantidade de itens que levará.
    Normalmente, itens básicos de higiene e roupas podem ser bem em conta em países estrangeiros.

Essas são algumas dicas básicas para auxiliar a compor sua bagagem e não levar em excesso itens que não usará.

Transportando medicamentos de uso contínuo

Para compor uma bagagem para intercâmbio adequada, é interessante observar os cuidados com medicamentos de uso contínuo.

  • Mantenha os medicamentos nas embalagens originais, para facilitar a fiscalização;
  • Receita médica correspondente aos medicamentos usados, sendo o ideal ter receita em inglês com o nome completo;
  • Caso sua estada seja superior a três meses e já possua todo o medicamento para o período deve declarar isso a imigração;
  • Nunca embarque com medicamentos em quantidades superiores ao período de sua estada no país, para não haver questionamentos pela imigração;
  • Sempre que possível não despache os medicamentos para evitar riscos de extravios, desde que sejam em pequena quantidade.

Precauções no retorno ao Brasil

O retorno ao Brasil deve ser bastante criterioso quanto à sua bagagem para que sua bagagem não seja tributada de forma indevida.

Alguns itens são isentos de tributação e deve ocorrer bastante cuidado para evitar transtornos.

Livros, jornais, revistas e itens de consumo pessoal que estejam reingressando no país. Roupas, acessórios, perfumes, também não sofrem tributação.

No entanto alguns itens não são isentos como notebooks, celulares e filmadoras, desde que não sejam usados, comprovando que eram da pessoa.

Limites de valores e declaração de bens

Sua bagagem deve considerar os limites globais de compras no exterior de US$ 500,00 – cerca de   R$ 2.000.

Se esse valor for excedido, ocorrerá multa e tributação.

Dentro dos limites estabelecidos, é permitido adquirir alguns itens e com definições de quantidades limitadas por pessoa:

  • Roupas e sapatos;
  • Câmera filmadora;
  • Equipamentos e lentes fotográficas;
  • Vídeo game, notebooks e equipamentos eletrônicos;
  • Relógio;
  • Bebidas, cigarros e cosméticos;
  • Lembranças e presentes.

Comprovações de compras no exterior

As comprovações de compras no exterior são realizadas através de documentos fiscais idôneos e da DBA – Declaração de Bagagem Acompanhada. Só assim estará devidamente comprovada a legalidade de suas compras junto às autoridades aduaneiras.

O que achou de conhecer um pouco mais a respeito da bagagem para intercâmbio na Irlanda?

Para saber muito mais sobre intercâmbio, fale com a gente!

documentos para fazer intercambio

Quais são os documentos necessários para fazer um intercâmbio?

By Featured, Vida de Intercambista, Imigração, Documentação

Realizar um intercâmbio é um objetivo de muitas pessoas para abrir horizontes e ter uma experiência de vida incomparável. Entretanto, para isso, é necessária a preparação com a obtenção de documentos para intercâmbio.

Neste artigo, vamos apresentar os documentos básicos para realizar um intercâmbio. Ressaltando que podem existir exigências específicas, de acordo com o país, ou até mesmo a dispensa de alguns desses documentos.

Por tal razão, é importante contatar uma empresa especializada nesse tipo de preparação para intercâmbio, que fornecerá a orientação exata das exigências de cada situação. Olho vivo e vamos às dicas.

Passaporte é um dos principais documentos do intercâmbio

Este é um documento essencial para realizar uma saída do país, embora nações na América Latina, pertencentes ao Mercosul, dispensem-no, para a grande maioria dos territórios, é necessário. O passaporte é uma exigência para oficializar o trânsito das pessoas e também um dos documentos para intercâmbio essenciais.

Se já possui um passaporte, você deve verificar sua validade. Caso esteja com o documento vencido, deve ser tirado um novo, para sua viagem. Cuidado com relação a passaportes que estarão vencendo durante a viagem, pois, nesse caso, pode haver problemas com a imigração. Portanto, o passaporte deve ser renovado para evitar contratempos.

Como obter passaporte

O passaporte é solicitado via online, no site da Polícia Federal e possui um custo para emissão. Após o pagamento da guia de recolhimento dos custos – GRU, é possível agendar ida a um posto de atendimento da Polícia Federal, levando documentos originais de identificação, como Identidade, CPF etc., que estão indicados no site.

Visto e sua importância

Vistos de entrada e permanência são autorizações emitidas pelo país de destino e que estão sujeitos as legislações e acordos entre o Brasil e estes países, que definem suas exigências, ou não.

Normalmente, quando exigidos por uma nação, têm validade de 90 dias, para estudantes e turistas.

O importante é que esse é um dos documentos para intercâmbio que deve ser obtido antecipadamente, para não correr riscos quando realizar sua viagem tão sonhada.

Documentos que podem ser solicitados pela imigração dos países de destino

Ao entrar em um dado país, você terá de acessar a imigração, que é onde se apresentará para ser recebido de forma regular naquela nação.

Existem, portanto, documentos específicos que podem ser solicitados em caso de estudantes em intercâmbio e que relacionamos a seguir:

  • Carta de aceitação da escola – é o documento timbrado, emitido pela escola que informará sobre o curso, sua duração, local de acomodação e seus dados pessoais;
  • Seguro Saúde Internacional – é uma exigência entre documentos para intercâmbio e turismo na maioria dos países e deve ser contratado no Brasil para dar cobertura em sua estada no país estrangeiro;
  • Comprovante de Vacinação – entre os documentos para intercâmbio, está o comprovante de vacinação exigido pelo país de destino. Normalmente, a vacina contra a febre amarela é solicitada para todos os países tropicais, como é o caso do Brasil, mas podem existir outras exigências dependendo de cada local;
  • Cópia da passagem de ida e volta – é uma exigência normal para estudantes e turistas e serve para demonstrar que sua permanência será efetivamente temporária. Com a atual situação de imigrantes ilegais, esse passou a ser um item importante de controle nos países europeus;
  • Comprovação de condição financeira – é uma providência importante que alguns países exigem para demonstrar que o estudante terá condições de se manter ao longo da estada no país. Essa comprovação pode ser feita pelo cartão de crédito, o extrato de seu Travel Money, ou ainda que o estudante traga o dinheiro de que vá precisar em espécie. Embora a última seja uma opção menos segura, é perfeitamente legal e viável para o intercâmbio;
  • Comprovante de acomodação – importante para demonstrar o destino certo de sua estada, desde que esteja com reserva garantida.

Agora que você já tem conhecimento dos documentos para intercâmbio, é só se preparar para providenciá-los e seguir em frente, contratando uma agência especializada nesse tipo de viagem, para que tudo seja feito da melhor maneira possível.

Acesse nossa página e se cadastre na Newsletter para sempre ter informações adequadas e precisas sobre disponibilidades de intercâmbio que mais se enquadre em seu perfil.

Como fazer o agendamento do GNIB (IRP) na Irlanda?

By Irlanda, ImigraçãoNo Comments

Parece um sonho saber que não haverão mais filas e esperas longas para obtenção do cartão do GNIB / IRP em Dublin, mas sim, isso agora é real, para a nossa alegria 🙂

A imigração se atualizou e lançou um novo método super fácil e bem mais rápido, agora todo estudante terá horário marcado de atendimento obtenção do GNIB, agora chamado de IRP.

Lembre-se: o GNIB é o que equivale ao seu RG no Brasil, estudantes que ficarão na Irlanda por mais de 3 meses são obrigados a tirar o cartão. Em novembro de 2017, o GNIB passou a se chamar IRP (Irish Residence Permit).

Então, como reservar uma data na imigração para obter o seu IRP (antigo GNIB)?

  1. Clique no link http://burghquayregistrationoffice.inis.gov.ie/
  2. As datas e horários disponíveis serão oferecidos, basta selecionar a data e horário mais apropriado para você.
  3. Você receberá uma confirmação por e-mail. Leve uma cópia deste e-mail com você no dia agendado.
  4. O e-mail de confirmação também contém um link para uma lista de documentos que você deverá levar. Importante: caso esqueça algum documento, você não será atendido. 
  5. No dia de sua entrevista, chegue 15 minutos mais cedo e não se esqueça do pagamento de 300 euros, que pode ser feito no cartão (recomendado) ou em dinheiro. No caso de pagamento em espécie, você recebera um boleto para realizar o pagamento.

Para usar o novo sistema você vai precisar:

  • Seus dados pessoais
  • Número do passaporte
  • Número de cartão GNIB / IRP (apenas para renovação)

Nota: Se você está renovando seu visto, certifique-se de selecionar uma data dentro do período de duas semanas antes de seu cartão IRP expirar.

É de extrema importancia que devido a quantidade de imigrantes chegando no país todos os dias, não é tão simples encontrar uma data, por isso é importante se planejar com bastante antecedência (pelo menos 2 meses) para não ficar sem agendamento.

 

Se essa informação foi útil pra você, aproveite para descobrir um pouco mais no nosso blog.

O que é o PPS?

By Irlanda, Vida de Intercambista, Imigração, DocumentaçãoNo Comments

Vamos falar de regras um pouquinho, afinal a vida não é só pint e compras na Pennys, my dear! Se ainda não ouviu falar do famoso PPS Number, você vai ouvir e vai entender porque ele é tão necessário assim que chegar na Ilha (SE você quiser trabalhar, of course)

PPS = Personal Public Service 

Para entender melhor, o PPS é bem parecido com o nosso CPF no Brasil, já que ele é um numero usado para se obter benefícios da assistência social, carteira de habilitação e o principal: TRABALHAR LEGALMENTE NA IRLANDA.

Seria incrível chegar na ilha e obter um cartãozinho desse facilmente, mas não, o governo não facilita tanto assim e você precisa se enquadrar em algumas situações, como:

 

  • Ter uma carta com uma oferta de trabalho
  • Candidatar-se para tirar a carteira de motorista
  • Marcar seu casamento na Irlanda (com europeu ou não)
  • Ou ser cidadão europeu

 

Lembrando que o PPS é exigido principalmente pelas empresas, ou seja, ele não altera em nada a obtenção do seu visto. A parte chata é que muitas empresas simplesmente não te dão trabalho, pois você não tem PPS, acreditam que esse processo é demorado e você não poderá começar trabalhar sem registro. Isso dificulta um pouco as coisas, mas vamos seguir.

 

E como eu obtenho o PPS se me enquadrar em alguma categoria? 

Tenha em mãos: Passaporte, Comprovante de Residência e o motivo pelo qual precisa do PPS (Habilitação, casamento ou carta do empregador). 

Tudo em mãos faça o cadastro e agende um horário no MyWelfare website.

 

mywelfare_post

 

Agora é só esperar, seu PPS chegará na sua casa via correio em um prazo aproximado de 5 dias.

Lembrando que o PPS não é emitido para visto de turista. Você precisa ter permissão para trabalhar para solicitar o documento, okay?

Então só reforçando: cursos com 25 semanas ou mais dão direito ao trabalho = 20h de trabalho por semana durante o período letivo e 40h durante as férias. Em outro post, vamos falar um pouquinho mais sobre os tipos de visto na Irlanda, não se preocupe 😉

Palavra do coração ❤ seja honesto e não caia em enrascadas como “falsificar carta de empresas”, inventar motivos ou algo do tipo. Se quer que o bem volte pra você, haja da maneira correta, tenha argumentos para conseguir a carta e paciência. A vida te devolve aquilo que você dá pra ela.

Imigração ainda no aeroporto de Dublin

By Vida de Intercambista, ImigraçãoNo Comments

É fato que assim que começar planejar seu intercâmbio, dúvidas (e pavor) com a imigração andarão ao seu lado, meu objetivo hoje não é detalhar sobre leis e afins, mas tentar te tranquilizar e deixar seu caminho o menos complicado possível ao chegar aqui na Ilha Esmeralda.

Logo no desembarque você passará pela imigração, uma checagem “rápida”, mas rigorosa da sua documentação. Respire fundo e se você não foi agraciado por um passaporte vermelho dirija-se as cabines NON-EU.

Abaixo algumas dicas super simples que deixaram sua passagem pela imigração mais tranquila (isso vale para o aeroporto, okay?)

  • Com pelo menos 1 mês de antecedência, verifique se esta com toda documentação exigida para entrar no país. O básico são: passaporte, carta da escola, carta da acomodação, comprovação financeira, passagem de volta para o Brasil e seguro de saúde governamental, todos esses são obrigatórios (isso falando baseado na entrada de estudante no país).
  • Faça esse check-list sempre quando se sentir inseguro e não se esqueça de ler todas as informações e seus dados, uma simples letra errada pode te trazer dores de cabeça.
  • Traga todos os documentos na sua mala de mão e de preferência em uma pasta separada. Quanto mais organizado e ágil você for, menos perguntas serão feitas.
  • Sim, a primeira passagem pela imigração logo no desembarque, antes mesmo de você pegar suas malas e provavelmente irão fazer algumas perguntas, venha preparado, treine isto em inglês. Normalmente são perguntas como: Quando suas aulas começam? Qual é a sua escola? Por quanto tempo você vai ficar na Irlanda? – Lembrando, meus queridos, que depende de agente para agente. Para mim não perguntaram nada, mas para o meu marido foi uma entrevista.

A dica é: tente não ficar apavorado! Tudo é mera precaução e se não entender o que dizem, peça para que repitam mais devagar, afinal, você não tem nada a temer, se está entrando no país legalmente, não tem motivos para dar errado, concorda?

Todos os dias milhares de pessoas entram e saem da Irlanda, deixe o JEITINHO BRASILEIRO (odeio esse termo, mas sabemos do que se trata), fora daqui e de qualquer lugar que você for passar. Não tente mentir, trazer o que não deve nas malas ou burlar qualquer regra. Você poderá destruir seu sonho antes mesmo dele começar.

Uma coisa que fiz e me ajudou MUITO antes de chegar aqui é olhar no google o máximo de imagens e trajetos possíveis por onde eu passaria nos meus primeiros dias. Isso me ajudou a não chegar apavorada ou extremamente vislumbrada com tudo a ponto de esquecer os detalhes burocráticos. Com isso não tivemos nenhum tipo de problemas, nem na imigração, nem com acomodação ou conta do banco.

Cada um terá uma experiencia, mas o fato é que pensamento positivo ajuda muito e lembre-se, terá sempre alguém da 4U Study te esperando e com o telefone na mão caso suja qualquer imprevisto,  então respire fundo e vem 🙂

Comprovando os 3 mil euros na Irlanda

By Irlanda, ImigraçãoNo Comments

Uma das condições essenciais para que estudantes não-europeus possam estudar na Irlanda é que eles sejam capazes de se manter financeiramente durante o período de estudos.

Esta exigência aplica-se ao pagamento de todas as taxas do curso (cursos precisam ser totalmente pagos antes do aluno viajar à Irlanda) e todas as outras despesas como moradia, alimentação, saúde, transporte e etc.

Por essa razão governo irlandês exige que alunos não-europeus comprovem a quantia de 3 mil Euros, para se manter no país durante os primeiros 8 meses.

Até hoje, para comprovar essa quantia o estudante tinha que, obrigatoriamente, abrir uma conta em um banco irlandês, depositar os 3 mil euros e solicitar um extrato bancário.

Desde de 1º. de Setembro de 2016, as regras mudaram! Agora, além de abrir a conta em um banco irlandês, os estudantes tem outras alternativas para comprovar os 3 mil Euros exigidos pela imigração:

Opção no. 1 – Apresentar extrato bancário de banco estrangeiro (no caso banco brasileiro) com no máximo 1 mês de emissão, com o valor correspondente a 3 mil Euros, juntamente com um extrato passado (o site da imigração não especifíca data), e o cartão de débito dessa conta (no mesmo nome e mesma conta bancária). A conta bancária precisa estar registrada no nome do estudante (exatamente como no seu passaporte). Não pode ser uma conta no nome de outra pessoa.

Opção no. 2 – Prova documental de que o dinheiro é mantido por uma instituição financeira de confiança regulada na Irlanda pelo Banco Central da Irlanda.

Opção no. 3 – Cartão pré-pago de crédito ou débito (VTM, por exemplo) em nome do aluno, com uma quantidade equivalente a 3 mil Euros e um extrato do cartão que comprove a quantia.

E se ainda quiser abrir uma conta bancária na Irlanda?

Hoje, não é mais possível abrir uma conta em banco irlandês apenas com a carta da escola, você precisará além de uma oferta de emprego para que aceitem seu pedido de abertura.

A Irlanda tem uma legislação rigorosa de lavagem de dinheiro e os bancos e as instituições financeiras são obrigadas a cumprir com a legislação em vigor. É da responsabilidade do aluno certificar-se de que cumpram totalmente com qualquer exigência do banco ou instituição financeira, como prova de identidade.

A iniciativa visa facilitar e acelerar o processo de obtenção do visto de estudo para estudante não-europeus.

Fonte: www.inis.gov.ie