Category

Documentação

Carta Convite para a Irlanda

By Documentação, IrlandaNo Comments

Quando se mora em outro país, é natural que familiares e amigos fiquem ansiosos para nos visitar, mas devemos nos atentar a alguns detalhes durante um intercâmbio, e um dos pontos obrigatórios para receber uma visita na Irlanda é a famosa carta-convite, ou invitation letter.

Mas afinal, o que é a carta convite?

invitation letter ou carta convite nada mais é que um documento que irá comprovar para a imigração que os recém-chegados (suas visitas) tenham um local para ficar enquanto estiverem no país. Mas lembre-se que não recomendamos que estudantes façam essa carta, afinal, por lei estudantes não podem ter dependentes no país e isso pode causar um probleminha na imigração (ou não!).

Caso não se sinta confortável para escrever a carta convite, peça para que seus amigos ou familiares façam uma reserva em um hotel ou AIRBNB, qualquer comprovação que eles possuem um local para ficar é válida para entrar no país.

Mas vamos a parte prática!

A carta deve ser escrita em inglês e deve ser apresentada no momento que a pessoa chegar ao aeroporto na Irlanda. Ela pode ser escrita no computador ou de próprio punho, no entanto, é necessário imprimir (quando for digital), assinar e colocar a data corretamente. O documento deve conter informações como:

  • nome completo da pessoa que te visitará;
  • data de nascimento;
  • documentos de identificação;
  • período de estadia;
  • telefone de contato;
  • situação no país (turista, por exemplo);
  • descrição de quem pagará as despesas da viagem e como vocês se conheceram (no caso de amigos);

Você também precisará inserir seus dados, caso a imigração queira confirmar algum ítem. Quanto mais informação, melhor. Você pode colocar a data que você chegou na Irlanda, seu endereço e documentação pessoal.

Anexar à carta as cópias de seus documentos mencionados acima também é uma ótima idéia. Depois de colocar tudo, é só assinar, escanear e enviar para a pessoa que te visitará. Ela deve imprimir e estar com este registro em mãos quando passar pela imigração.

Modelo de carta convite

Letter of Invitation

Dublin – March 23th, 2018

For “João da Silva” – nome completo da pessoa que irá te visitar (igual ao do passaporte)

Dear Sir/Ma’am,

João da Silva, holder of the Brazilian passport number XXXXXXXX‏, who I worked in São Paulo – Brazil for 10 years, has been invited by myself, (name), to visit my home in Dublin – Ireland (endereço), where I have been living since October of 2015. He is coming to Ireland from (data de chegada) until (data de saída) to visit me as a tourist and we are going to visit some countries in Europe during this time as France (Paris) and England (London).

I would like to highlight that Mr. João can fully support himself financially while he will be here. Besides this letter of invitation, I am attaching copies of my documents which state my regular visa status in Ireland. Also, you can find my personal contacts below:

Name:

Nationality:

Passport number:

GNIB Card number:

GNIB Expiration date:

PPS number:

Mobile:

Thank you in advance,

Sincerely,

Seu nome completo
Sua assinatura

E  é isso, se você vai receber alguém na Irlanda ou irá fazer uma visita, lembre-se que a carta convite ou reserva em hotel, é indispensável.

Se a carta convite não era bem o que você procurava e de repente você quer saber sobre outros documentos para o intercâmbio, leia um pouco mais AQUI

Quais documentos para intercâmbio preciso para estudar na Irlanda?

By Documentação, Irlanda, Vida de Intercambista

Ao definir que vai fazer intercâmbio, surgem dúvidas bastante comuns para o estudante. Isso pode gerar certa insegurança quanto ao sucesso da viagem.

Neste artigo, vamos abordar sobre os documentos para intercâmbio necessários para realizar suas viagens para a Irlanda.

Exigências de documentos para intercâmbio

Os documentos para intercâmbio variam de acordo com o tipo de objetivo desejado. Por exemplo, isso está relacionado ao tempo de permanência e tipos de atividades (somente para estudo, ou trabalho e estudos).

Porém, em qualquer situação, dois documentos básicos são necessários para quaisquer viagens para o exterior, vejamos quais:

  • Passaporte: este é o documento de identificação solicitado em qualquer viagem, com exceção para os países do Mercosul. Deve ser providenciado para evitar atropelos e impedimento de viagens por falta deste documento. Deve ser providenciado junto à Polícia Federal e estar dentro da validade;
  • Vacinas: este comprovante é uma preocupação que deve ser avaliada com bastante cuidado, pois existem países que fazem exigências de vacinas específicas. A vacina contra a febre amarela é a mais exigida e deve ser providenciada com 10 dias de antecedência da viagem; ela é válida por 10 anos ou, dependendo da dosagem, pelo resto da vida.

O que deve ser providenciado sobre documentos para intercâmbio

Vejamos quais são os documentos para intercâmbio que permitirão que você estude. Devem ser providenciados:

  • Carta de confirmação da matrícula em curso com duração mínima de seis meses e cara horária mínima de 15h semanais;
  • Comprovação de contratação de seguro de saúde internacional, governamental ou privado, que cubra o período de estada;
  • Comprovante de residência temporária;
  • Comprovação financeira mínima de €3000;
  • Pagamento do valor referente ao IRP – Irish Residence Permit, no total de €300.

Demais precauções para fazer intercâmbio

Nem só a preocupação com os documentos para intercâmbio deve ser motivo de cuidados para quem deseja realizar um intercâmbio.

Alguns aspectos, quanto a essa documentação, devem ser avaliados para que não haja riscos que comprometam sua viagem, mesmo que esteja já com tudo providenciado.

Podemos citar os seguintes aspectos:

  • Seguro Saúde

O seguro viagem com cobertura internacional deve ser providenciado previamente a sua viagem, é necessário conciliar valores e coberturas contratadas para que minimizar as preocupações ao longo de sua estada. O ideal é ter informações sobre as exigências de coberturas feitas pelo país, para não efetuar contratação incorreta ou desnecessária.

O seguro de saúde é opcional. Entretanto, nós recomendamos que você o faça, sobretudo por se tratar de destinos mais frios, como é o caso da Irlanda – pois são muito diferentes do clima tropical brasileiro. Tais diferenças de temperatura podem afetar a saúde de quem faz intercâmbio.

  • Residência

Necessário ter um comprovante do local de residência e normalmente isto pode ser obtido junto a escola de destino, fornecendo uma carta de acomodação.

Em qualquer situação é necessário que o documento indique o endereço completo, descrição do tipo (familiar, escola etc) telefone de contato, períodos de estada e dados do responsável pelo oferecimento da acomodação.

Pode ser obtida ainda carta correlação convite, nos casos de pessoas da relação pessoal do estudante, como parentes ou amigos, que se responsabilizará pela acomodação e tempo de estada do estudante. Lembrando sempre que a carta-convite apenas pode ser emitida por um cidadão europeu.

E ainda: estudante com visto stamp 2 não está apto a emitir carta-convite.

  • Passagem

As passagens possuem validade de um ano, a contar da data de emissão e desta maneira deve ser levado em consideração estas datas para poder realizar sua viagem de maneira tranquila.

Essas passagens devem ser adquiridas para ida e retorno, mesmo que a viagem possa ser antecipada quanto a seu retorno, para que você não tenha problemas junto às autoridades de imigração.

Passagens compradas para viagens de estudantes possuem regras mais amplas quanto a remarcações e devem ser consideradas como forma de facilidade de alterações de datas.

Devem ser avaliadas ainda as regras quanto a despacho de bagagens e o transporte de medicamentos ou outras condições específicas, para não correr riscos.

  • Passaporte

Este é o principal documento que deve ser obtido, pois funciona como sua identidade no exterior. O ideal é que seja providenciado com antecedência para evitar preocupações com relação a atrasos em sua emissão.

Para obter esses papéis, basta que seja pago e providenciado no site da Polícia Federal. Este é um processo bastante simples que pode ser feito pela internet.

O ideal, para quem possui vários passaportes já utilizados, é que os mantenha em seu poder durante a viagem. Pois, caso exista a necessidade de circular em países distintos por quais já tenha passado, será de grande ajuda junto as autoridades de imigração locais.

Considerações finais sobre documentos para intercâmbio

Neste artigo, descobrimos as diversas formas obtenção de documentos para intercâmbio e suas exigências. Como pôde ser verificado, existem algumas precauções a adotar quanto aos documentos necessários.

Esperamos ter atendido suas expectativas e esclarecido suas dúvidas! E se você tiver mais dúvidas, fale com a gente, estamos a sua disposição 🙂

Saiba como funciona o visto de estudante para intercambio na Irlanda

By Destinos, Documentação, Estudar no Exterior, Irlanda, Trabalho

A Irlanda é um dos destinos mais desejados por intercambistas. Neste artigo, vamos abordar como conseguir o visto de estudante para intercâmbio para estudar na Irlanda, e mais algumas dicas que vão eliminar qualquer dúvida sobre o assunto. Acompanhe!

Onde obter visto de estudante para intercâmbio na Irlanda?

O Visto de estudante para intercâmbio é uma exigência para a permanência de uma pessoa num país diferente daquele de que tenha cidadania.

Existem vários tipos de processos para a emissão de vistos em diversos países. Nesse post, vamos nos deter no caso da Irlanda, um dos destinos mais procurados por intercambistas do mundo inteiro.

Ao chegar na Irlanda, em primeiro lugar, você receberá o visto de turista, que lhe garantirá o tempo necessário no país para regularizar a sua condição de estudante. No site oficial da imigração, você pode checar informações mais detalhadas sobre como obter o visto de turista na Irlanda.

Dublin é um caso particular, se você optar por estudar nessa cidade, após receber seu visto de turista, você precisará agendar uma ida à Imigração, e com toda a documentação necessária em mãos, você deverá solicitar o visto de estudante.

Como funciona o visto?

Caso seu curso seja de até 90 dias, não há necessidade de visto, sendo exigidas somente algumas comprovações definidas pelas autoridades locais.

Caso seu curso seja superior a esse prazo, é necessário a emissão de visto de estudante para intercâmbio no momento da entrada no país, o qual deve ser retirado em um prazo máximo de 30 dias após sua chegada.

Os vistos possuem características e objetivos diferenciados, de acordo com cada situação do estudante. Veja a seguir os principais.

Tipos de visto

Existem três possibilidades de concessão de visto de estudante para intercâmbio, as quais passaremos a demonstrar a seguir.

· STAMP 2A – Visto de estudante sem permissão de trabalho

Este é um tipo de visto de estudante para intercâmbio, que não permite exercer trabalhos na Irlanda.

Necessita que o estudante esteja matriculado em algum curso e não considera a possibilidade de trabalhos em tempo parcial ou integral.

Possui validade de até seis meses de duração e é concedido para estudantes que não realizem cursos de inglês ou universitários em tempo integral, sendo indicado para cursos de curta duração ou de Ensino Médio. Pode ser renovado por mais duas vezes.

· STAMP 2 – Visto para estudantes com permissão de trabalhar

Este visto de estudante para intercâmbio se aplica no caso de pessoas que exercer uma atividade que gere renda, paralelamente, a seus estudos.

Esse tipo de visto é o mais procurado pelos estudantes e possui validade de oito meses podendo ser renovado por duas vezes.

Para efetuar a renovação deste visto denominado IRP – Irish Residence Permit, é solicitado o controle de frequência ao curso, sendo exigida uma presença acima de 85% do total de aulas.

Permite que o estudante se ocupe com atividades de trabalho de até 20 horas, quando dos períodos escolares e de até 40 horas nos períodos definidos entre junho e setembro e/ou dezembro e janeiro.

A concessão do visto ocorre com uma autorização provisória de 30 dias, devendo ser providenciados, dentro desse prazo, os documentos que comprovem sua matrícula no curso, contratação de seguro saúde, comprovante de endereço etc.

· STAMP 1G – Visto para estudantes recém-graduados

Um outro tipo de visto de estudante para intercâmbio é o STAMP 1G, sendo direcionado para estudantes recém-graduados em um curso disponível na Irlanda.

É muito indicado para aqueles estudantes que desejam aumentar sua visibilidade para empresas em suas áreas de atuação, além de ter mais chances de serem contratados pelas empresas locais. Essa modalidade de visto permite exercer atividades profissionais com carga horária de até 40 horas. Tem validade de um ano.

Abre muito mais possibilidades de obter oportunidades de trabalho na Irlanda e de conseguir o visto permanente.

Não permite renovação, pois estabelece que o estudante consiga colocação no mercado de trabalho dentro do período.

Esse é um visto criado mais recentemente que os demais, e tem como foco facilitar a busca de oportunidades profissionais a recém-graduados que o visto STAMP 2, por possibilitar maior tempo de permanência no país e, desse modo, abrir chance de maior carga horária de trabalho, em tempo integral, ao intercambista.

Trata-se, portanto, de um tipo de visto que deve ser bem avaliado pelos estudantes que se enquadrem no perfil citado.

Resumindo… O que aprendemos?

Neste artigo, descobrimos como funciona o visto de estudante para intercâmbio, as exigências e modalidades, visando apresentar a maior quantidade de informações possível. Esperamos ter esclarecido suas dúvidas e contribuído para uma decisão mais adequada ao seu caso.

Para saber mais sobre intercâmbio na Irlanda, fale conosco!

documentos para fazer intercambio

Quais são os documentos necessários para fazer um intercâmbio?

By Documentação, Featured, Imigração, Vida de Intercambista

Realizar um intercâmbio é um objetivo de muitas pessoas para abrir horizontes e ter uma experiência de vida incomparável. Entretanto, para isso, é necessária a preparação com a obtenção de documentos para intercâmbio.

Neste artigo, vamos apresentar os documentos básicos para realizar um intercâmbio. Ressaltando que podem existir exigências específicas, de acordo com o país, ou até mesmo a dispensa de alguns desses documentos.

Por tal razão, é importante contatar uma empresa especializada nesse tipo de preparação para intercâmbio, que fornecerá a orientação exata das exigências de cada situação. Olho vivo e vamos às dicas.

Passaporte é um dos principais documentos do intercâmbio

Este é um documento essencial para realizar uma saída do país, embora nações na América Latina, pertencentes ao Mercosul, dispensem-no, para a grande maioria dos territórios, é necessário. O passaporte é uma exigência para oficializar o trânsito das pessoas e também um dos documentos para intercâmbio essenciais.

Se já possui um passaporte, você deve verificar sua validade. Caso esteja com o documento vencido, deve ser tirado um novo, para sua viagem. Cuidado com relação a passaportes que estarão vencendo durante a viagem, pois, nesse caso, pode haver problemas com a imigração. Portanto, o passaporte deve ser renovado para evitar contratempos.

Como obter passaporte

O passaporte é solicitado via online, no site da Polícia Federal e possui um custo para emissão. Após o pagamento da guia de recolhimento dos custos – GRU, é possível agendar ida a um posto de atendimento da Polícia Federal, levando documentos originais de identificação, como Identidade, CPF etc., que estão indicados no site.

Visto e sua importância

Vistos de entrada e permanência são autorizações emitidas pelo país de destino e que estão sujeitos as legislações e acordos entre o Brasil e estes países, que definem suas exigências, ou não.

Normalmente, quando exigidos por uma nação, têm validade de 90 dias, para estudantes e turistas.

O importante é que esse é um dos documentos para intercâmbio que deve ser obtido antecipadamente, para não correr riscos quando realizar sua viagem tão sonhada.

Documentos que podem ser solicitados pela imigração dos países de destino

Ao entrar em um dado país, você terá de acessar a imigração, que é onde se apresentará para ser recebido de forma regular naquela nação.

Existem, portanto, documentos específicos que podem ser solicitados em caso de estudantes em intercâmbio e que relacionamos a seguir:

  • Carta de aceitação da escola – é o documento timbrado, emitido pela escola que informará sobre o curso, sua duração, local de acomodação e seus dados pessoais;
  • Seguro Saúde Internacional – é uma exigência entre documentos para intercâmbio e turismo na maioria dos países e deve ser contratado no Brasil para dar cobertura em sua estada no país estrangeiro;
  • Comprovante de Vacinação – entre os documentos para intercâmbio, está o comprovante de vacinação exigido pelo país de destino. Normalmente, a vacina contra a febre amarela é solicitada para todos os países tropicais, como é o caso do Brasil, mas podem existir outras exigências dependendo de cada local;
  • Cópia da passagem de ida e volta – é uma exigência normal para estudantes e turistas e serve para demonstrar que sua permanência será efetivamente temporária. Com a atual situação de imigrantes ilegais, esse passou a ser um item importante de controle nos países europeus;
  • Comprovação de condição financeira – é uma providência importante que alguns países exigem para demonstrar que o estudante terá condições de se manter ao longo da estada no país. Essa comprovação pode ser feita pelo cartão de crédito, o extrato de seu Travel Money, ou ainda que o estudante traga o dinheiro de que vá precisar em espécie. Embora a última seja uma opção menos segura, é perfeitamente legal e viável para o intercâmbio;
  • Comprovante de acomodação – importante para demonstrar o destino certo de sua estada, desde que esteja com reserva garantida.

Agora que você já tem conhecimento dos documentos para intercâmbio, é só se preparar para providenciá-los e seguir em frente, contratando uma agência especializada nesse tipo de viagem, para que tudo seja feito da melhor maneira possível.

Acesse nossa página e se cadastre na Newsletter para sempre ter informações adequadas e precisas sobre disponibilidades de intercâmbio que mais se enquadre em seu perfil.

O que é o PPS?

By Documentação, Imigração, Irlanda, Vida de IntercambistaNo Comments

Vamos falar de regras um pouquinho, afinal a vida não é só pint e compras na Pennys, my dear! Se ainda não ouviu falar do famoso PPS Number, você vai ouvir e vai entender porque ele é tão necessário assim que chegar na Ilha (SE você quiser trabalhar, of course)

PPS = Personal Public Service 

Para entender melhor, o PPS é bem parecido com o nosso CPF no Brasil, já que ele é um numero usado para se obter benefícios da assistência social, carteira de habilitação e o principal: TRABALHAR LEGALMENTE NA IRLANDA.

Seria incrível chegar na ilha e obter um cartãozinho desse facilmente, mas não, o governo não facilita tanto assim e você precisa se enquadrar em algumas situações, como:

 

  • Ter uma carta com uma oferta de trabalho
  • Candidatar-se para tirar a carteira de motorista
  • Marcar seu casamento na Irlanda (com europeu ou não)
  • Ou ser cidadão europeu

 

Lembrando que o PPS é exigido principalmente pelas empresas, ou seja, ele não altera em nada a obtenção do seu visto. A parte chata é que muitas empresas simplesmente não te dão trabalho, pois você não tem PPS, acreditam que esse processo é demorado e você não poderá começar trabalhar sem registro. Isso dificulta um pouco as coisas, mas vamos seguir.

 

E como eu obtenho o PPS se me enquadrar em alguma categoria? 

Tenha em mãos: Passaporte, Comprovante de Residência e o motivo pelo qual precisa do PPS (Habilitação, casamento ou carta do empregador). 

Tudo em mãos faça o cadastro e agende um horário no MyWelfare website.

 

mywelfare_post

 

Agora é só esperar, seu PPS chegará na sua casa via correio em um prazo aproximado de 5 dias.

Lembrando que o PPS não é emitido para visto de turista. Você precisa ter permissão para trabalhar para solicitar o documento, okay?

Então só reforçando: cursos com 25 semanas ou mais dão direito ao trabalho = 20h de trabalho por semana durante o período letivo e 40h durante as férias. Em outro post, vamos falar um pouquinho mais sobre os tipos de visto na Irlanda, não se preocupe 😉

Palavra do coração ❤ seja honesto e não caia em enrascadas como “falsificar carta de empresas”, inventar motivos ou algo do tipo. Se quer que o bem volte pra você, haja da maneira correta, tenha argumentos para conseguir a carta e paciência. A vida te devolve aquilo que você dá pra ela.