agora que você já sabe como escolher a sua acomodação temporária, vamos entender como você encontrará sua acomodação definitiva!

Os contratos de aluguel, normalmente, tem duração de 01 ano, mas como você fará se seu intercâmbio terá só 08 meses?

A primeira coisa super importante que você deve saber se familiarizar é o termo “passar a vaga”, mas como isso funciona? Quando alugamos uma casa ou uma vaga, pagamos um depósito, que costuma ser o mesmo valor do aluguel, e lhe será devolvido logo que deixar a casa (caso não ocorra nenhum problema na sua estadia), ou seja, se o aluguel for 300 euros, no primeiro dia, você pagará 600, sendo 300 euros do depósito + 300 euros do primeiro aluguel.

DICA! Leve em consideração a distância até o centro e até a sua escola.

A escola é onde você vai passar boa parte do seu tempo e é prioridade. Morar a uma distância que de para ir apé ou de bicicleta não só é uma facilidade como uma super economia.

Se você alugar uma casa do zero, você terá a oportunidade de escolher as pessoas que deseja compartilhar a moradia, facilitando a analise do perfil de cada um, e a chance de uma convivência mais amena. Além da vantagem de poder colocar gringos para morarem com você e assim forçar a comunicação em inglês e melhorar ainda mais seu intercâmbio.

Neste caso, você fará um contrato com a imobiliária ou diretamente com o “Landlord” que nada mais é que o proprietário da residência, e antes de mais nada, lembre-se de avisar que você precisará deixar a casa antes de 01 ano devido à seu visto, e se é permitido você passar a casa para uma próxima pessoa, para garantir o reembolso de seu depósito.

Se a sua opção for, alugar uma vaga em uma casa já compartilhada, é mais fácil ainda, pois você não terá um contrato, então, assim que desejar deixar a casa, você poderá anunciar nos canais do Facebook e colocar uma pessoa em seu lugar. Essa pessoa pagará o depósito para entrar na casa, e o responsável pela casa devolverá o seu dinheiro.

Porém, neste caso, você não terá a oportunidade de escolher quem vai morar com você, e sim será o escolhido, e o risco de morar com muitos brasileiros, ou com pessoas que não combinam com seu estilo de vida é muito maior. Mas claro, pode ser que dê super certo. Tudo é aprendizado!

Programe-se! O aluguel em Dublin,

capital da Irlanda, é um dos mais caros.

Pesquise bem antes de fechar sua acomodação!

Como escolher a vaga certa?

Você não pode perder tempo com a vaga errada, então, vamos garantir que ela realmente é a melhor opção que deseja!

Os tipos de acomodações são:

Single Room: É o quarto para uma pessoa, com uma cama de solteiro. Opção para quem quer mais privacidade e conforto. São acomodações mais caras, mas com garantia de privacidade.

Double Room : Quarto para casal, com uma cama de casal

Twin Room: É o quarto com duas camas de solteiro. Quem está procurando com um amigo para dividir acomodação essa é uma excelente opção.

Shared Room: É a opção mais econômica. É o quarto com duas ou mais camas de solteiro. Acomodações mais econômicas, quartos com beliches.

Como funcionam as buscas?

O maior site de casas na região é o www.daft.ie, com inúmeras propostas para todos os tipos de bolso! Basta entrar em contato e agendar uma visita na residência, se ambas às partes gostarem, negócio fechado!

Já para casas compartilhadas, o maior canal hoje é o facebook! Existem uma série de classificados na Irlanda, como “Classificados Dublin” “Brasileiros em Dublin”, onde as pessoas anunciam as vagas que estão passando, e também basta entrar em contato e marcar uma visita, mas lembre-se, é bem concorrido pelo Facebook.

Uma super dica: as imobiliárias costumam pedir carta de recomendação de emprego ou em inglês “recommendation letter”, porém, você poderá ainda não estar trabalhando!

Em muitos casos as cartas de recomendação do Brasil são válidas,  eu consegui meu primeiro apartamento, com apenas 03 dias em Dublin, pelo site Daft.ie. Trouxe a minha carta de recomendação em inglês,  apresentei e aceitaram! Se tiverem oportunidade, tragam uma carta de referência de seu último empregador.

Mas por fim, não se preocupem com isso, venham sem esse medo, 99% dos brasileiros que vieram para Dublin, não vieram com vagas definitivas, e todos encontraram um lar para chamarem de seu! Se você procurar, terá a mesma sorte.

Visite o máximo de acomodações possíveis. A fase de buscar acomodação e moradia em Dublin não é tarefa fácil, mas é excelente conhecer vários locais para poder comparar e negociar. Espero que nossas dicas de hoje tenham sido muito úteis para vocês!

Deixe seu comentário, diga se curtiu 😉

Débora Cristina Soares de Souza

About Débora Cristina Soares de Souza

Leave a Reply